Sobre o que Paul McCartney realmente canta em Blackbird?

Na maior parte dos anos 1960, Paul McCartney estava escrevendo canções sobre amor como “Yesterday” e “Good Day Sunshine”. No entanto, uma das músicas mais famosas de Paul com os Beatles tem uma mensaem política por trás. A faixa em questão é “Blackbird” do clássico White Album, lançado em 1968, que inclusive foi motivo de desentendimento entre os integrantes dos Beatles.

“Blackbird” foi escrita por Paul inspirada no Movimento dos Direitos Civis dos Negros nos Estados Unidos. Recentemente, a canção ganhou uma versão em língua indígena por Ema Stevens, de 16 anos do grupo étnico mik’mag do leste do Canadá que foi elogiada pelo cantor britânico – ela regravou uma versão acústica da canção para conscientizar as pessoas sobre as línguas que estão em risco de desaparecer.

Na composição, a mensagem de Paul é “mantenha sua fã, existe esperança” em meio a opressão da época. Em entrevista, o cantor-compositor disse: “Aqueles dias foram dias de luta pelos direitos civis, e que todos nós somos imensamente preocupados”. “Então, essa foi uma música realmente para a mulher que experimentava todos esses problemas nos Estados Unidos. Eu pensei: ‘Deixe-me encorajá-los a continuar tentando, e manter a sua fé, pois há esperança.'”, concluiu Paul.

“Ao longo dos anos, recebi muitas cartas de pessoas dizendo: ‘Aquela música realmente me ajudou em um período terrível’. Acho que a maior alegria de ser músico e estar nos Beatles é quando você recebe esse feedback e descobre que realmente ajudou as pessoas.”

\m/ Long Live Rock! \m/

Be Sociable, Share!

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*