Ozzy Osbourne gostaria de um último show do Black Sabbath com a formação original

Foram anos de trocas de farpas entre os integrantes do Black Sabbath e Bill Ward, baterista da formação original da banda, deixado de fora na reunião do grupo, em 2011. Ozzy Osbourne, agora, está se mostrando arrependido de não ter incluído o antigo companheiro.

Em uma entrevista recente ao site Kerrang!, Osbourne disse ter um sentimento agridoce com relação ao último show da história da banda, realizado em fevereiro de 2017, na cidade natal deles, Birmingham, na Inglaterra, porque não eram os quatro juntos – na bateria, desde 2011, Brad Wilk gravou no disco 13 e Tommy Clufetos seguiu nas baquetas na turnê.

Ozzy Osbourne falou que não se sentiu bem com a última turnê mundial do grupo. Mesmo que ele tenha resolvido seus conflitos com o guitarrista Tony Iommi, ele ainda sentia a falta de Ward.

“Eu não gostei do fato de que Bill Ward não estava lá”, ele revelou. “As pessoas me culpam por isso, mas honestamente não foi culpa minha. Não tínhamos tempo para esperar, a gente precisava seguir em frente, mas eu sinto muito por não ter funcionado com o Bill.”

No anúncio da reunião da banda, em 2011, foi anunciado que Ward participaria da volta do Sabbath, mas ele não tocou no último disco da banda, muito menos seguiu em turnê com o grupo.

Ward disse ter sido colocado para escanteio por conta de uma disputa contratual com o restante dos integrantes, enquanto o próprio Ozzy chegou a dizer, algumas vezes, que o baterista não estava em forma para ser capaz de gravar um disco e sair em turnê, o que Ward negava veementemente.

“Tommy foi ótimo em nos reunir”, disse Ozzy, “mas nós quatro começamos isso, então deveríamos terminar, nós quatro também. Esses últimos shows em Birmingham tiveram esse sentimento agridoce por conta disso, se você pensar em quão longe nós chegamos, quanto nós conseguimos, seria bom ter compartilhado isso entre os quatro. Talvez, um dia, nós quatro façamos um último show juntos, sei lá.”

Recentemente, Ozzy Osbourne revelou as novas datas de todos os shows que cancelou no Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia e Japão entre o fim de 2018 e 2019. As apresentações devem acontecer entre janeiro e março de 2020. Além das que precisavam de reposição, outras seis foram adicionados à lista, em Nottingham, Manchester, Newcastle, Glasgow e Birmingham.

Inicialmente, Ozzy precisou adiar as apresentações por causa de uma infecção que teve no dedo, no fim do ano passado. Em seguida, foi obrigado a adiar novas datas por causa de uma gripe que virou bronquite e depois pneumonia.

E, após tudo isso, quando parecia se recuperar, tropeçou em um sapato em casa e caiu, o que resultou no deslocamento de algumas barras e pinos de metal que tinha no corpo desde o acidente que sofreu de quadriciclo em 2003.

Mas, depois dessa longa odisseia, e com novas datas de shows no horizonte, Ozzy parece finalmente caminhar para uma recuperação total. Jack Osbourne, filho do Príncipe das Trevas, até garantiu que o pai já está “reclamão como sempre”, e que isso é o maior sinal de melhora.

\m/ Long Live Rock! \m/

Be Sociable, Share!

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*