Mark Jansen do Epica ri de “antigas bandas” que se queixam das vendas de discos decrescentes

Sebastiano Mereu, de From Hero To Zero, realizou recentemente uma entrevista com o guitarrista / vocalista Mark Jansen, da banda holandesa de Symphonic Metal Epica.

Perguntado sobre a recente declaração de Gene Simmons de que não estava interessado em produzir outro álbum de estúdio do KISS, “a menos que haja um modelo financeiro que funcione”, para que vale à pena escrever e gravar música nova, Jansen disse: “Sim, eu notei que essas antigas bandas ainda estão muito irritadas sobre como [a indústria] se desenvolveu, e às vezes eu tenho que rir um pouco disso. Porque eles estão acostumados com esse padrão de milhões de CDs vendidos e serem capazes de ter uma casa com uma grande piscina. Nós crescemos em uma outra era onde as vendas de CDs já não eram tão altas, então estamos acostumados a não ser milionários [risos]. Então é mais fácil ser feliz com o que temos ao invés de quando você vem do topo e então de repente vê suas vendas de discos caírem drasticamente. Mas há algumas bandas do passado que ainda se queixam disso”.

Ele continuou: “Eu acho que você tem que olhar para o lado positivo. Nós podemos fazer turnês, podemos viver de nossa música, mesmo que não sejamos milionários. Nós fazemos o que queremos fazer – é o nosso sonho – então nós olhamos sempre para o lado positivo das coisas.”

Perguntado se ele sente falta dos velhos tempos em que as vendas de discos costumavam ser muito mais altas do que estão agora, Mark disse: “Nós nunca experimentamos isso, então não podemos sentir faltda disso. Eu posso imaginar como é vender dois, três milhões de CDs. Eu posso imaginar isso. Também pode ser incrível – eu não vou negar isso – mas a realidade atual é que não é o caso. Então eu não sou um sonhador ou penso: ‘Oh, eu queria que fosse assim’. Você tem que viver com a realidade [de como tudo é] agora.”

Veja abaixo a conversa de Jansen com Mereu:

\m/ Long Live Rock! \m/

Be Sociable, Share!

Tags , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*