Exposição no Rio de Janeiro cultua a história de Kurt Cobain

Os fãs do som do Nirvana têm agora um evento no Rio de Janeiro que não podem deixar de ir: a exposição “Nirvana: Taking Punk to the Masses”, que acontece no Museu Histórico Nacional, na região central da cidade que teve início na última quinta-feira, 22, e vai até o mesmo dia do mês de agosto reunindo exatos 199 objetos dispostos em uma área de aproximadamente 800m².

O acervo é bastante rico e inclui desde instrumentos usados (e quebrados) por Kurt Cobain, Dave Grohl e Krist Novoselic, até fotos raras, capas de álbuns, vídeos de alguns depoimentos dados por eles e por pessoas que se influenciaram neles e objetos pessoais, como vestuário e cartas escritas à próprio punho por Kurt. Em coletiva feita à imprensa, Jacob McMurray – curador do Museu de Cultura Pop de Seattle (o MoPOP) – afirma que sua intenção não é apenas trazer para as pessoas a história do Nirvana ou da figura midiática de Kurt Cobain, que enfrentou inúmeros problemas de depressão, com drogas e culminando em seu suicídio, afinal ele deseja elevar os espíritos do público com uma mensagem positiva. Ele quer ir mais afundo e – além de apresentar as origens do grupo e algumas curiosidades -, construir um cenário da época e contextualizar a cena do Rock (e do Grunge) com um passeio por outras bandas que coexistiram com o Nirvana na década de 90, como por exemplo, o Soundgarden. E, quem sabe, incentivar que as pessoas que visitem o espaço incorporem um pouco do slogan do punk: “Faça por si mesmo!” e se enxerguem dentro daquela situação, algo como um fomento à música no geral.

Além de Jacob, a coletiva de imprensa teve a presença da Diretora de Marketing Corporativo e Consumer Electronics da Samsung Brasil, Andréa Mello. A exposição é uma parceria da Samsung – a partir de iniciativas do projeto Samsung Rock Exhibition -, do Ministério da Cultura e do Instituto Dançar. Segundo Andreia, trazer o ““Nirvana: Taking Punk to the Masses” direto de Seattle após seis anos de sucesso e mais de três milhões de visitantes com exclusividade ao Brasil é uma grande honra, pois é uma forma de oportunizar os brasileiros a ter uma experiência única e diferenciada com uma das bandas mais icônicas do século. É importante ressaltar que o Rio de Janeiro é a primeira cidade fora de Seattle que recebe a exposição. “Não poderia ser diferente, a Cidade Maravilhosa”, destacou Andréa.

Sobre a quantidade de objetos presentes no museu no Rio, Jacob disse ter sido bastante complicado reduzir dos 500 que eles expõem no Museu de Cultura Pop de Seattle para 200. Alguns deles, como a guitarra que Kurt Cobain usou no vídeo de “Smells Like Teen Spirit” ficou de fora por questões burocráticas (já que as peças não vêm de um único dono) e – com certeza – fez bastante falta. O curador diz que o approach da exibição é muito mais “pessoal e humano”, pois os itens são todos originais e dos próprios membros ou pessoas de seu convívio. O ex-baixista do Nirvana, Krist Novoselic, assim como a ex-mulher de Kurt – Courtney Love – foram grandes apoiadores e participaram do projeto desde o início: da concepção à efetiva realização do mesmo. Segundo Jacob, Krist ficou bastante empolgado quando o curador lhe contou que tinha como objetivo não só exibir a história do Nirvana e sim ampliar a exposição para um culto ao movimento grunge de uma maneira geral. Até Dave Grohl, ex-baterista e atualmente líder do Foo Fighters, visitou o museu em Seattle duas vezes com suas duas filhas.

SERVIÇO:
Samsung Rock Exhibition “Nirvana: Taking Punk to the Masses”
Museu Histórico Nacional
End.: Praça Mal. Âncora, s/n – Centro, Rio de Janeiro – RJ
Período: de 22 de junho a 22 de Agosto de 2017 (a partir de 12 de setembro em São Paulo)
Horários de visitação: de terça a sexta, das 10h às 17h30 | Sábado, domingo e feriados, das 13h às 17h
Classificação: 16 anos
Ingressos:
R$25,00 de terça a quinta-feira (R$12,50 meia entrada)
R$35,00 de sexta a domingo (R$17,50 meia entrada)
Site: www.ingressorapido.com.br

\m/ Long Live Rock! \m/

Be Sociable, Share!

Tags , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*