Ministry está gravando novo álbum

Os pioneiros do Metal Industrial do Ministry entraram no estúdio para começar a gravar o Sucessor do álbum “AmeriKKKant” de 2018.

Na última sexta-feira, 27 de março, a mídia social da banda foi atualizada com uma foto do líder Al Jourgensen sentado em frente a um console de estúdio enquanto usava uma máscara de gás. A imagem estava legendada: “Até novo aviso … estaremos em quarentena no estúdio fazendo um novo disco”.

Jourgensen originalmente apresentou a ideia de fazer um novo álbum do Ministry em uma entrevista em novembro de 2018 à Consequence Of Sound. Ele declarou na época: “Eu tenho um estúdio em minha casa que está em construção e ficará pronto no próximo ano. Então, quando voltar, entraremos em produção em um novo disco e apenas gravarmos, tipo, nos próximos seis meses – muito parecidos com o que fizemos em ‘[The Land Of] Rape And Honey’ de 1988 – e apenas gravamos um monte”.

Lançado em março de 2018, “AmeriKKKant” foi produzido por Jourgensen e gravado no Caribou Studios em Burbank, Califórnia. A faixa de abertura do LP, “I Know Words”, viu Jourgensen mirando o presidente Donald Trump e experimentando um de seus discursos, combinando-o com cordas dissonantes, arranhões no toca-discos e batidas eletrônicas gaguejantes.

Questionado pela cena de Cleveland se ele secretamente esperava que Trump ganhasse um segundo mandato para que ele pudesse continuar a fazer álbuns como “AmeriKKKa”, Al disse: “Cara, se eu dissesse sim, isso me faria tanto narcisista e psicopata como o próprio Donald Trump. Não! Espero nunca fazer nada desse tipo. Espero fazer o registro mais cagado de todos os tempos, e espero que voltemos à Câmara e ao Senado, e que eu possa me esquivar do meu enclave vegano e ser feliz até o fim da minha vida. “

Ele continuou: “Eu não preciso fazer outro disco, mas me sinto compelido a fazer discos. Eu não tinha um registro do Ministry planejado quando Trump venceu. É como um chamado, começando com Reagan e Bush pai. Eles apenas me irritam. Não entendo por que estamos discutindo sobre questões que remontam à década de 1860. Estamos prontos para outra Guerra Civil. É o mesmo conjunto de questões. Não acredito que ainda estamos falando sobre Roe v. Vadear como se fosse uma questão atual. Eu não entendo por que a sociedade não progride. A tecnologia com certeza progride, mas a sociedade não. Isso me engana e me assusta. É por isso que eu tenho que jogar meu chapéu no ringue e pelo menos diga algo sobre isso. “

No ano passado, o Ministry recrutou o ex-membro do Tool, Paul D’Amour, como seu novo baixista.

Membro fundador do Tool, D’Amour tocou nos álbuns clássicos da banda “Opiate” e “Undertow” e gravou algumas das primeiras demos para “Aenima”, de 1995, antes de sair devido a diferenças pessoais e ser substituído por Justin Chancellor.

\m/ Long Live Rock! \m/

Tags , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta