Manuscrito de “Hey Jude” escrito por Paul McCartney é vendido por mais de R$ 4 milhões

O manuscrito original de “Hey Jude”, dos Beatles, foi vendido por US$ 910 mil, ou seja, cerca de R$ 4,6 milhões, em um leilão online. A peça foi feita por Paul McCartney e usada nas gravações do disco de 1968.

O evento remoto foi realizado na sexta-feira dia 10, no 50º aniversário do fim dos Fab Four. O lance final que comprou a partitura foi cinco vezes maior do que as estimativas apontavam.

A casa de leilões Julien’s Auctions, sediada em Los Angeles, negociou a venda online de cerca de 250 objetos dos Beatles devido à pandemia de coronavírus, com fãs ao redor do mundo fazendo lances milionários em guitarras, discos de vinil e diversos itens autografados.

McCartney escreveu “Hey Jude” após o divórcio de John Lennon de sua primeira esposa Cynthia depois de seu caso com Yoko Ono. A música foi composta para confortar o filho de Lennon, Julian, durante a separação de seus pais, sendo inicialmente intitulada como “Hey Jules”.

O manuscrito leiloado contém partes da letra e anotações que incluem rubricas de pausas, usadas para ajudar na gravação da música.

\m/ Long Live Rock! \m/

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta