M. Shadows do Avenged Sevenfold publica artigo em apoio à questão da vida negra

O Avenged Sevenfold não escondeu suas opiniões conservadoras no passado, como na música “Critical Acclaim”, na qual o vocalista M. Shadows exclamou: “Se você não apóia a guerra, não apóia as tropas”. Mas em um novo editorial, Shadows explica que ele amadureceu e seus pontos de vista mudaram, e ele quer que seus fãs saibam que apóia o [movimento] Black Lives Matter.

Em um novo artigo para a revista Revolver, intitulado “Por que eu estou com o movimento ‘Black Lives Matter'”, Shadows reconhece que a base de fãs de sua banda tem “muito pouco negros estadunidenses” e assume a responsabilidade por ações passadas:

“Estou ciente de que, no passado, o Avenged hostilizou com algumas de nossas letras e imagens. Também usamos bandeiras confederadas em nossas obras de arte enquanto prestamos homenagem aos artistas que crescemos ouvindo ou simplesmente tentando iniciar controvérsia. Tenho certeza de que seremos chamados, e com razão, pelas pessoas que estão lendo isso. Sem desculpas. Mas todo mundo cresce em algum momento, e sinto-me agradecido por termos uma audiência que nos permitiu evoluir com eles.”

Mas ele esclarece suas intenções:

“Não tenho interesse em enviar uma mensagem neutra proclamando ‘tumultos não são a resposta’ ou ‘ferir pessoas inocentes não ajuda a causa.’ Todos reconhecemos isso, e se essa é a única mensagem em que você está focado durante esse momento terrível, então eu peço que você vá mais fundo.”

Shadows continua acrescentando que este não é [só] um problema negro, mas um problema para todos os estadunidenses:

“Se você é branco e está sentado à margem dessa situação, precisamos que você se levante. Tomar uma posição por nossos colegas estadunidenses não significa que você tolera os distúrbios. Significa simplesmente que você está ouvindo e deseja ajudar. Se você postou em oposição aos tumultos e ainda não comentou a morte de Ahmaud Arbery, George Floyd e Breonna Taylor, entre muitos outros, pergunte a si mesmo por quê. É hora de mostrar aos nossos colegas estadunidenses que os ouvimos e sentimos sua dor. Isso não pode ser sobre suas alianças políticas. Não é sobre o que seus amigos ou familiares vão pensar de você. Esta não é uma luta que nossos companheiros estadunidenses deveriam estar enfrentando sozinhos. Se alguém disser ‘Black Lives Matter’ e sua resposta for ‘All Lives Matter’, talvez dê uma olhada no cerne dessa reação. Toda vida é valiosa – isso é fato -, mas agora as vidas dos oprimidos requerem nossa atenção total. Sim, a polícia tem um trabalho incrivelmente assustador e muitos mantêm a integridade de sua posição, mas se esse é o seu ponto de discórdia, digo novamente: a vida dos oprimidos exige nossa atenção total agora.

“Nós podemos ser os únicos – a comunidade do Rock e do Metal – a alcançar e mostrar a compaixão que eu sei que está em todos nós para ajudar a elevar nossos companheiros humanos. Eu, por exemplo, gosto da cultura negra americana. A música, arte, filmes, roupas, esportes, comida. Tudo isso tornou minha vida melhor. Não tenho dúvida de que somos um país melhor por causa da influência americana negra. Porra, Chuck Berry foi o pai do Rock & Roll! Ficar contra a desigualdade e o racismo sistêmico é o mínimo que todos podemos fazer.”

Leia todos os pensamentos dele aqui. Os fãs que desejam apoiar o movimento Black Lives Matter podem obter mais informações aqui.

\m/ Long Live Rock! \m/

Tags , , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta