Livro traz histórias de bastidores dos discos da Legião Urbana

legiaoEm “Discobiografia legionária” (Editora Leya, R$ 39,90), a jornalista e fã do Legião Urbana Chris Fuscaldo dedica cada um dos capítulos do livro a um disco do grupo que marcou a música brasileira e o Rock nacional nas décadas de 80 e 90. Coletâneas e discos solo de Renato Russo também são contemplados.

A autora explica: “O livro é resultado de um trabalho que começou em 2008. Fui convidada pela gravadora EMI para escrever os textos que acompanharam o lançamento de uma reedição de LPs da Legião. O material foi muito elogiado, mas o preço dos discos não era tão acessível. Ao mesmo tempo, os fãs começaram a me pedir esse material. A obra é uma reunião desse material com outros conteúdos inéditos.”

Além dos ex-integrantes Marcelo Bonfá e Dado Villa-Lobos, há depoimentos de fontes de pessolivro-legiaoas que acompanharam de perto a trajetória da banda como técnicos de som, produtores e diretores musicais.

“Tem um episódio em que ele aparece com os pulsos cortados e todo mundo pensa que foi uma tentativa de se matar. Na verdade, ele só fez isso porque não queria tocar baixo. Renato também sofreu para desligar Renato Rocha (conhecido como Negrete e um dos componentes da banda nos três primeiros discos), que considerava um grande músico, mas que era uma pessoa de difícil relacionamento.” Comenta Chris.

Com lançamento hoje, dia 9 de dezembro, na Livraria Saraiva do Shopping Rio Sul, no Rio de Janeiro, a partir das 19h, o livro mostra ainda as dificuldades de composição e gravação de canções como “Geração Coca-Cola’’, “Índios’’ e “Faroeste Caboclo’’, considerada na época — e até hoje! — uma ousada obra-prima.

\m/ Long Live Rock! \m/

Tags , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta