Lacuna Coil diz não se sentirem inspirados para escreverem m meio à pandemia de coronavírus

O vocalista do Lacuna Coil, Andrea Ferro, falou ao “Party Time Excellent”, o podcast de vídeo da Internet apresentado por Elena “Lena Scissorhands” Cataraga do grupo moldavo de Metal Extremo Infected Rain, sobre como ele e seus companheiros de banda têm passado o tempo de inatividade do coronavírus. Ele disse: “Fizemos um pouco de tudo. Temos tentado nos manter ocupados, embora não houvesse muito que você pudesse fazer mais do que reuniões pelo Zoom com promotores e empresários.

E mesmo entre a banda, não podíamos nos ver por um tempo quando a situação era mais difícil. Todo mundo deu uma pequena pausa. Acho que Cristina [Scabbia, vocalista] jogou muito videogame e fez preparação física. E ela ficou em muito boa forma, na verdade, por causa da quarentena. E Marco [Coti Zelati, baixista] estava pintando as mini estátuas de Warhammer para os jogos. E então eu estava tocando muito violão, muito violão. E eu comecei a estudar de novo, toando cinco ou seis horas todos os dias.

“Nós realmente não tentamos escrever música, porque não sentimos que era o momento certo”, ele continuou. “Sentimos mais tristeza com a situação e o momento frustrante de [não poder] ir a lugar nenhum e perder o emprego, sentir falta das pessoas. E por isso não foi muito criativo para nós. Era mais sobre trabalhar em si mesmo, trabalhando no que você pode fazer. Comecei a jogar alguns videogames, mas depois não achei que fosse útil. Achei que tocar guitarra era a melhor coisa que eu poderia fazer e melhorar e usar o tempo para aprender algo … Eu sempre poderia toco três acordes, apenas para me acompanhar, mas agora realmente melhorei minhas habilidades, embora ainda esteja um longo caminho antes de me chamar de guitarrista. Mas pelo menos eu posso cantar junto um pouco e depois fazer a maioria dos acordes e outras coisas . Eu apenas dediquei um tempo para aprender algo e ser útil.”

Ferro disse que também tirou um tempinho para “tentar resolver os problemas com a banda, tentar arrecadar todo o dinheiro que precisávamos para arrecadar de pessoas que ainda nos devem algum dinheiro para planejar a sobrevivência da empresa. Porque o banda também é uma empresa pequena, precisamos garantir que ela continue à tona até que possamos começar a ganhar algum dinheiro de novo”, explicou. “Então tentamos organizar tudo isso. Fizemos algum trabalho, mas principalmente para um futuro muito distante. Começamos a trabalhar em alguns projetos, com música, mas também colaterais à música, para 2021, 2022. Então, estamos trabalhado mais para o futuro e não em um novo álbum ou música de verdade. Isso não veio espontaneamente – não achamos que o momento [era certo] para escrever músicas … Não havia o sentimento de estar escrevendo. são acostumados a fazer certas vezes em que você não sai, você fica em casa trabalhando nas ideias para as músicas, para as letras, então não é algo completamente novo, muito diferente para ficar em casa por um tempo e não sair muito. Mas desta vez a situação era muito estranha – não sentimos nenhuma inspiração. E também escrever sobre o coronavírus não é algo que eu faria. Talvez eu pudesse escrever sobre o reflexo disso a longo prazo em nosso vida, mas não realmente a doença do momento ou das vítimas – não é algo sobre o que eu falaria agora.”

\m/ Long Live Rock! \m/

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta