Joe Lynn Turner afirma que sua colaboração com Peter Tägtgren vai ser surpreendente

O lendário vocalista de Hard Rock, Joe Lynn Turner, conversou com o Metal From The Inside sobre sua colaboração com o produtor e multi-instrumentista sueco Peter Tägtgren em um novo álbum, que deverá ser lançado antes do final do ano.

“Não quero falar muito sobre isso, porque é um projeto que estamos tentando manter em segredo até o lançarmos e mantermos algum mistério sobre ele – só porque hoje em dia a maior parte do mistério se foi”, disse Joe.

“O que aconteceu foi que eu fiz um show para Tommy, irmão [de Peter] – ele é um grande fã meu – na Suécia. E temos que ser amigos, Peter e eu. E voltando para o trem para voltar a Estocolmo, ele me deu uma fita cassete com uma faixa que não estava usando e disse: ‘Por que você não escreve algo sobre isso?’ Eu disse: ‘Ok’. Então, cerca de um mês depois, enviei algo de volta e ele apenas disse, ‘Uau! Sério?’ E eu disse, ‘Sim. Eu acho que isso é bom.’ E será a faixa inicial – é incrível. De qualquer forma, dissemos: ‘Vamos fazer alguma coisa.’

“Enquanto isso, ele está em turnê como um louco com duas bandas, eu estou em turnê. Estávamos escrevendo uma faixa aqui e assim por diante,” ele continuou. “Eu finalmente cheguei a Borlänge [na Suécia] novamente, e nós entramos no estúdio e a química foi inacreditável. Nós apenas escrevemos duas ou três faixas em dois dias – quero dizer, de sopa para nozes; assim como você vai ouvir eles no álbum é a forma como os fizemos. Portanto, sabíamos que tínhamos algo.”

Sobre a direção musical de seu projeto com Tägtgren, Joe disse: “Eu acho que é emocionante. É diferente. Não soa como ninguém. Eu realmente quero dizer isso. Só por causa da contribuição de onde Peter vem como escritor, artista e produtor. E, claro, ainda é melódico, porque me certifico de que tenho essas melodias e refrões. Quando digo “mais pesado” ou “mais sombrio”, [é] principalmente por causa da época em que vivemos, [então havia] todos esses assuntos [sobre os quais escrever]. Portanto, é uma verdadeira obra de arte, no sentido da palavra, porque a arte deve ser sempre um reflexo de seu tempo; é exatamente isso que toda grande arte passou pelo idades.

“Tudo o que posso dizer é que estamos muito entusiasmados com isso”, acrescentou. “Achamos que as pessoas vão adorar, porque tem todos os blocos de construção. Tem um pouco de metal industrial, tem um pouco de vocal de rock clássico, tem assunto. É mais sombrio, é mais profundo, é mais amplo. Então, nós achamos que isso vai levantar algumas sobrancelhas.”

Quanto a uma possível data de lançamento do álbum, Joe disse: “O que provavelmente faremos é … Digamos que lançaremos um single em abril ou maio – quando digo um single, [quero dizer] uma faixa. Vamos lançar então. Porque não sabemos como será este ano para a turnê, para qualquer coisa. Realmente não sabemos se os shows vão voltar. E conversamos outro dia sobre isso e dissemos: ‘Olha, não vamos perder na agenda de turnês com um ótimo álbum como este, ‘que eu realmente acredito que é perfeito para festivais e o que as pessoas vão querer ver e ouvir. Então, vamos lançar algo, digamos, maio, vamos lançar algo em junho – vamos fazer um pedaço por peça, até que finalmente dizemos: ‘Ok, aqui está o álbum. Temos promotores interessados. Temos fãs interessados. Vamos lá e realmente tocar na frente deles ao vivo.’ Então, estamos apenas tentando ser espertos sobre isso. Não estamos tentando ser presunçosos sobre isso nem nada. É apenas espertos. Porque quem sabe quando vamos voltar ao palco? E, realmente, um cartão de visita de um artista é o disco; esse é o seu cartão de visitas. Aqui está o nosso som. Venha e veja, venha e ouça por si mesmo.”

A carreira de Turner se estende por mais de 40 anos e inclui colaborações com nomes como Rainbow, Deep Purple e Yngwie Malmsteen e Tägtgren é o fundador e co-fundador da Pain, Hypocrisy e Lindermann além de ser o proprietário de um estúdio de gravação de sucesso na Suécia. A maior parte do seu tempo é dedicado ao estúdio The Abyss, onde trabalhou em vários álbuns clássicos, incluindo os de Dimmu Borgir, Immortal, Enslaved, Dark Funeral e Children of Bodom.

\m/ Long Live Rock! \m/

Tags , , , , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta