A dor de Amy Lee pela morte de seu irmão dará forma ao novo álbum do Evanescence

A vocalista do Evanescence, Amy Lee, está canalizando sua tristeza pela morte de seu irmão mais novo, Robby, em 2018, em letras sinceras do próximo álbum de sua banda, The Bitter Truth.

Robby Lee tinha apenas 24 anos quando faleceu em 5 de janeiro de 2018. Em um tributo comovente a seu irmão postado em sua página do Facebook uma semana depois, Amy Lee saudou Robby, que sofria de epilepsia severa, como “um dos meus melhores amigos na vida, uma das minhas pessoas favoritas na terra ”, e escreveu“ Se você conheceu minha família, você o conheceu. Ele era o melhor de nós, o favorito de todos, nosso herói. ”

Em conversa com a Kerrang!, Lee, que tragicamente perdeu também a irmã mais nova, Bonnie, em 1987, admitiu que a morte de seu irmão está pesando muito sobre ela enquanto trabalha nas letras de seu novo álbum.

“Claro, é a coisa mais importante no meu coração”, afirma a cantora. “Maior do que qualquer outra coisa. Isso muda sua perspectiva. Este é o segundo irmão que perdi. Na primeira vez, eu tinha seis anos, então o processamento era muito diferente. Isso era mais sobre medo; desta vez era mais sobre amor e dor. A perspectiva é muito valiosa, mas prefiro não tê-la. Prefiro que ele esteja aqui mais do que qualquer coisa. “

“Isso definitivamente me fez olhar para minha vida e dar um zoom em uma imagem existencial muito maior”, ela continua. “Fazer esse tipo de pergunta é algo que sempre fiz na nossa música, mas já fazia um tempo que não era novo. Para mim, pensar no meu irmão faz parte do meu dia a dia. Ainda estou escrevendo muitas letras, mas é tudo muito profundamente do coração em todos os tipos de coisas. “

Tendo lançado recentemente uma amostra do álbum com o lançamento em agosto do single “Use My Voice”, Lee estima que The Bitter Truth está “setenta por cento” completo, e promete que valerá a pena esperar pelos fãs de sua banda.

“É um disco de rock”, diz ela. “Queríamos mostrar a força, diversão e poder da banda. Não há como recuar. É pesado sonoramente e é bom ficar pesado. Muito bom.”

\m/ Long Live Rock! \m/

Tags , , , , , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta